Não é todo mundo que ama um Clark Kent

25Nov07

Há cinco minutos, atendi meu celular:

– Alô, eu poderia falar com Camila?
– Quem é?
– É Débora.
– Débora, é a Camila, pode falar.
– Oi dona Camila, eu trabalho para a _____ (sinceramente, não lembro) que realiza pesquisa para o Ibope. Hoje estou te ligando para fazer uma pesquisa sobre o Tiiim Festival (ela realmente usou essa entonação)
– Ahn, sei. Pode falar. (imaginei que poderia meter o pau na organização de um evento que não tinha água às 3h da manhã, que demorou 1h30 pra uma passagem de som pra Killers, que obrigou Arctic Monkeys a cortarem o setlist.)
– Então dona Camila, qual seu nome completo e sua idade? E o bairro onde a senhora reside?
– Tal, tal e tal.
– E qual a sua profissão?
– Jornalista.
– Jornalista…
– Jornalista.
– Sei, jornalista… Jornalista… Então dona Camila, nós não vamos poder fazer a pesquisa… (e aqui ela fez uma pausa dramática, pasmem!) Porque a senhora é jornalista.
– Ah é? Hmm…
– Ok dona Camila, então o Ibope agradece.

Advertisements


2 Responses to “Não é todo mundo que ama um Clark Kent”

  1. Se isso serve de consolo ou esclarecimento, é regra universal de pesquisa – jornalistas e publicitários não podem responder porque estão “influenciados” (leia-se, compreendem como funciona essa fábrica de lingüiças). Logo, as respostas não seriam as mesmas de um público leigo.

    Pelo menos serve para não perder tempo com pesquisas.

  2. ah, sim. não somos público então… ok, devolva meu dinheiro.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: