do Borges

29Dec07

(…)

I offer you whatever insight my books may hold, whatever
manliness or humour my life.
I offer you the loyalty of a man who has never been loyal.
I offer you that kernel of myself that I have saved, somehow
–the central heart that deals not in words, traffics not with
dreams, and is untouched by time, by joy, by adversities.
I offer you the memory of a yellow rose seen at sunset, years
before you were born.
I offer you explanations of yourself, theories about yourself, aut-
hentic and surprising news of yourself.
I can give you my loneliness, my darkness, the hunger of my
heart; I am trying to bribe you with uncertainty, with dan-
ger, with defeat.

1934

Um nome: Borges. Esse é o terceiro poema do livro El Otro, El Mismo (publicado em 1964) Pelo que eu sei, ele aprendeu o inglês antes do espanhol, apesar de ser argentino. Quem confirma ou discorda? Fato é que é muito, muito bom. Não só os poemas. Sei que não é todo mundo que se encoraja, mas vale muito a pena.

Advertisements


5 Responses to “do Borges”

  1. 1 Julie

    Olha, eu nunca ouvi falar dessa história do Borges… Mas como eu não me espanto nem com pêlo em casca de ovo, vou dizer que acho possível 🙂

    Já li alguns poemas dele, mas nada além disso. Alguma sugestão?

    (ah, por favor me diga que você tem lido Cornwell!!)

  2. 2 imaginarylines

    Aqui é a Julie 🙂

  3. 3 iza

    se ele aprendeu inglês antes de espanhol não sei se é verdade, mas sei que ele fez uma tradução (não me lembro de que autor, só sei que era do inglês pro espanhol) com 9 anos (!). enfim, borges é maravilhoso. os contos dele são incríveis também =D

  4. 4 kzaar

    Cá, vc já leu “Perfis”, dele? É uma autobiografia bem curtinha e interessante. Ele conta como foi aprendendo cada língua. Eu não me lembro sinceramente se o inglês veio antes, mas é bem provável. Ele aprendia lendo – tipo, pegava um livro em francês, lia, e de repente falava francês.

    Ele era o máximo. Mal vejo a hora do meu Livro dos Seres Imaginários chegar, eu comprei há uns dias a nova edição.

    Beijo!

  5. A mais memorável orgia literária da minha vida aconteceu na semana em que descobri dezenas de livros de Borges por três pesos ou menos nos sebos de Buenos Aires. Ainda são meus amuletos.

    Creio que ele aprendeu espanhol e inglês simultaneamente, ou quase. Axônios versáteis desde cedo, e deu no que deu.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: