“Pois é…”

17Apr08

Segunda-feira, em frente à faculdade:

Pessoas distribuindo revistas. Um rapaz me oferece, eu recuso. Ele diz:

– É que li na sua bolsa ‘livraria’ — minha bolsa é da Livraria da Travessa — e pensei que você gostasse de ler.

– Pois é, mas já conheço sua revista — respondo. Quando na verdade, se mamãe não tivesse me ensinado a ser educada com estranhos, eu gostaria de ter respondido — Pois é, gosto de ler. Mas gosto de ler coisas boas, não essa merda que você está distribuindo.

Terça-feira, no elevador:

Menina 1 – Ninguém acredita em uma história de amor assim em que você conhece um cara no ônibus, troca telefones, ele te liga e fica apaixonado por você. E aconteceu com você, amiga!

Menina 2 – Pois é…

Menina 1 – E agora você está fugindo dele.

Quinta-feira, na faculdade:

– Posso te pedir um isqueiro emprestado? — pergunto com essa mania irritante que tenho de começar um pedido como “posso te pedir…”

Garoto babaca – Não. — Ele ri — Pedir não pode. Você quer um isqueiro, é isso?

– Pois é.

Advertisements


One Response to ““Pois é…””

  1. 1 Stefanie

    Sabe o que me consola? Que da mesma forma que é muito fácil tornar o mundo um lugar pior, também é simples torná-lo mágico por alguns minutos – com uma palavra carinhosa, uma frase sincera, ou mesmo um sorriso na hora certa.

    Beijos, Cá!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: